quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Nova Imagem do DVD de ‘Amanhecer’ com Bella como Vampira

Apareceu um a linda captura do DVD de ‘Amanhecer Parte 1′, onde nossa queria Bella Swan está com os olhos vermelhos de uma vampira recém nascida, vejam:

loading

Via

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Robert Pattinson e Kristen Stewart desmentem sua "luta" com Taylor Lautner


Kristen Stewart e Robert Pattinson têm desmentido publicamente sua suposta confrontação com Taylor Lautner . E eles não encontraram uma maneira melhor de demonstrar a falsidade da luta alegada que aparecendo em público em uma das festas para o Oscar com sua co-estrela e amigo de Crepúsculo Taylor Lautner.

Os três conversaram amigavelmente e se separaram por um momento. Lautner não deixou os seus amigos, mesmo para saudar a sua ex-namorada Taylor Swift que também estava presente na celebração.

Além disso, o casal de Crepúsculo usando roupas que não tinham nada haver com os outros convidados, como Miley Cyris e Liam Hemsworth , ambos vestidos para festa.
Kristen, por sua vez, usava uma camisa xadrez, calça jeans e saltos. Rob também estava vestido casual. Todos os três atores formaram um amontoado Crepúsculo a parte. Muitas outras celebridades jovens participaram da reunião, como dito acima, como Taylor Swift, que foi acompanhada por Tim Tebow e Miley Cyrus com Liam Hemsworth.
Rob, Kristen e Taylor se verão menos após o fim da Saga Twilight.Apenas lhes resta uma promoção do capítulo final da saga Breaking Dawn II.

Via

Possível data de lançamento de "Bel Ami" na Polônia


Depois de bilhões de e-mails sobre isso, o distribuidor polonês finalmente respondeu.Graças Kate, obrigado pela ajuda, temos o orgulho de partilhar e anunciar que a estreia exclusiva de Bel Ami está inicialmente prevista para Maio / Junho de 2012. Isto nos permite acreditar que vamos ver George na tela grande.

Via

Robert e Kristen foram afetuosos um com o outro na festa Pré-Oscar


O Jornal Metro Newspaper, trouxe um artigo falando sobre a festa pré-Oscar em que Robert Pattinson e Kristen Stewart estiveram presentes no último dia 24.

Robert Pattinson e Kristen Stewart trocaram suas pessoas notoriamente tímidas por demonstrações de afeto públicas na festa do Oscar no fim de semana. Saindo de suas conchas para a corrida do maior casal de Hollywood, as estrelas de Crepúsculo R-Patz, 25, e K-Stew, 21, mostraram afeto na festa do pré-Oscar organizada pelo agente William Morris Endeavor em Los Angeles.

‘Eles chegaram juntos e raramente saiam um do lado do outro. Foi fofo, eles se misturaram com os convidados, mas tinham consciência de onde o outro estava. Não houve agente! Eles ficaram de mãos dadas durante todo o evento,’ disse um convidados que insiste em dizer que o par estava“bem afetuoso”.

Via

O sonho de toda Robsten…

Que montagem liiiinda, espero que esse dia não esteja muito longe né kk ;)

Vídeo: Clipe de ‘Bel Ami’ Exibido na Berlinale (com Tradução)

Transcrição

Georges: Forestier! Charles Forestier?

Forestier: Sim.

Georges: Georges Duroy. Do 65º destacamento de Hussardos. Algéria, 1885.

Forestier: Sim, Georges Duroy. Sim! Você está péssimo. Deixe-me pagá-lo uma bebida. Quando foi a última vez que você fez uma refeição decente? Dá licença. Champagne! Então, o que você tem feito todos esses anos?

Georges: Eu acabei de ser liberado. Espero ter mais sorte em Paris!

Forestier: Você não poderia ter vindo em época melhor. Paris está imunda de dinheiro. Podre. Se você não conseguir se dar bem aqui, você pode também deitar-se e morrer. Sim! Até a prostitutas estão ficando ricas. E eu, ex-soldado, vivendo no bloulevard Haussmann, editor político do La Vie Française. Seremos o jornal que vai derrubar o governo.

Georges: Estou trabalhando como balconista no escritório da companhia de trem. Não tenho suas conexões, Charles. Tenho que ganhar dinheiro de algum jeito. E não podemos mais sair fazendo uma farra de saques. Não estamos no deserto.

Forestier: Por que você não vem jantar amanhã à noite? Venha conhecer minha esposa.

Georges: Bem, é que… eu não tenho trajes noturnos.

Forestier: Aqui. Compre ou alugue alguma coisa. Venha às 19:30, sim?

Georges: Sim

Forestier: Ótimo! Georges Duroy!


Via

Vídeo: Nova Cena de ‘Bel Ami’

Curiosidade: Ovo de Páscoa Crepúsculo com Pulseira da Bella!

Já está disponível para venda o Ovo de Páscoa A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1. O ovo é em formato de coração e vem com uma pulseirinha linda igual à da Bella (com o coração e o lobinho) como brinde!

Robert em matéria do Jornal de Montreal (Canadá)

Robert Pattinson foi destaque no Jornal de Montreal – Canadá com comentários e entrevista falando sobre o personagem em seu mais novo filme, Bel Ami e Crepúsculo. Veja a seguir:


Incursão do século 19 para Robert Pattinson

Crepúsculo acabou. Em ‘Bel Ami’, Robert Pattinson se transforma em um parisiense oportunista que seduz as mulheres para subir na sociedade depois. Bel Ami produzido por Declan Donnellan e Nick Ormerod, é uma adaptação do romance de Guy de Maupassant. A história foi levemente modificada para as telonas. Estamos em 1890, Georges Duroy (Robert Pattinson) está de volta da guerra e está lutando para entrar para uma revista, publicada em La Vie Francaise – onde ele conseguiu um emprego com a ajuda de um amigo – assegura ele de ser um emprego estável.

"Ele é como um superstar de um reality da tv. Ele encontra uma maneira de ganhar a vida sem fazer nada." diz Robert Pattinson sobre o anti-herói durante o Festival de Berlin onde o filme teve sua premiere mundial.
Seduzindo Mulheres
Georges Duroy - apelidado de Bel Ami - entendido de como subir na sociedade depois, seduzindo as mulheres. Através da mulher de seu amigo, Madeleine Forestier (Uma Thurmam) até Mme Rousset(Kristin Scott Thomas), ainda por Clotilde (Christina Ricci) e Suzanne (Holliday Grainger), todas elas se apaixonam pelo seu charme.

"George não é um personagem que você encontra todos os dias em filmes simplesmente porque ele não sente remorso. Normalmente, estes dias, um filme tem que entregar uma mensagem ou alguma lição de vida. Não em Bel Ami, George gasta o seu tempo esfaqueando todos pelas costas enquanto for recompensado por isso. Foi realmente engraçado interpretá-lo e não acho que teria a possibilidade de interpretar tal personagem assim de novo." explica o ator Britânico.

"Acho que ele é incrivelmente sensível mas muito egoísta. Ele não tem empatia e não aceita que todos exceto ele possam ser bem sucedidos. Ele acha que as pessoas tentam usá-lo ou insultá-lo constantemente. Ele é obcecado por si mesmo." continua Rob.
Política e Dimensão Social

Já que Bel Ami se passa no final do século 19 em Paris - apesar do filme ter sido gravado na Inglaterra e Hungria - possui uma política e uma dimensão social que é paralela a sociedade atual como nota Robert Pattinson.

"É engraçado porque quando George se irrita com a sessão de fofocas do jornal, foi muito moderno para algo que foi escrito em 1885. É a mesma coisa hoje. Você toma os mesmos modelos para os artigos e apenas muda os nomes. Achei isso irônico."

Ele, claro, admite que seu sucesso veio de ser Edward Cullen na Saga Crepúsculo mas ele não quer que seus fãs comparem seus próximos papéis a Edward. E é com este aviso que ele espera que os fãs vejam Bel Ami nos cinemas.

"Se o público está interessado no meu trabalho, seria ótimo se os fãs de Crepúsculo fossem ver Bel Ami. Eu aprendi muito lendo o livro e trabalhando no filme. Acho que o público, especialmente a geração mais jovem aprenderá muito com este filme."

Robert Pattinson é entrevistado pelo The Sunday Times

Robert Pattinson foi entrevistado pelo jornal The Sunday Times durante a estadia do ator em Berlim para a premiere mundial de Bel Ami. Na publicação, Robert fala como foi interpretar Edward Cullen por tanto tempo, de como Georges Duroy é, de como se vê na indústria cinematográfica e muito mais!



Ele parece inseguro para onde ir depois, explicando que, sem um personagem na tela definível, “Ninguém vai dizer, ‘Me escolha Pattinson’. Eu sempre acho que os melhores roteiros foram escritos com as pessoas em mente, mas eu realmente não sei quem eu sou ainda em termos de cinema, e eu não fiz trabalhos suficientes para ter uma audiência querendo algo. É ainda, ‘Oh, é o cara de Crepúsculo tentando fazer outra coisa.’ Estou muito consciente de como eu acho que as pessoas acreditariam em mim, o que deixa minha empresária louca”. Onde é que ele traça a linha? “Eu recusei o papel de um fuzileiro naval, porque eu não quero ir para a marinha, ‘Isto é uma desgraça.’ ” Seu riso parece que desta vez ecoa. “Quero fazer algo onde eu tenho uma arma, posso correr um pouco.”

O vampiro favorito do mundo está em Berlim para uma visita relâmpago e, fiel ao tipo sugador de sangue, Robert Pattinson não está comendo. Hoje à noite, ele vai fazer a coisa do tapete vermelho para a estreia mundial de seu novo filme, Bel Ami, mas no salão privatico do hotel destinado para esta entrevista - "Este é elegante", ele comenta enquanto anda - ele mal dá uma dentada na salada de frango que pediu, apesar da sua declarada fome.

Pattinson não é conhecido por interpretar personagens muito sorridentes ou que riem, então a primeira coisa a se notar é a facilidade com que o faz em pessoa. Vestido com um conjunto preto cinza e ostentando um novo corte de cabelo sob seu boné preto, ele mal se sentou, com um maço de Camels do lado. Antes ele está cheio de alegria, falando sobre o KitKatClub, um notório clube do sexo em Berlim, e seu desejo de patrociná-lo com a sua família. Ele está brincando? Espero que não. "Eu estava dizendo ao meu pai sobre isso ontem à noite, e ele pareceu gostar. "Eu estou chegando - vamos para o clube da orgia".

O ator de 25 anos de idade, já esteve muitas vezes em Berlim. Uma das melhores férias que já teve foi uma estadia no leste quando ele tinha 17 anos, "antes era muito gentrificado", freqüentando bares que fixaram residência ilegal em prédios abandonados. Tais momentos de liberdade estão aparentemente no passado para a estrela de Crepúsculo, embora seu desejo de ter o KitKatClub pode indicar o contrário. A outra observação a fazer é que Pattinson é um homem muito bonito, mas seu rosto é menos largo e achatado do que a câmera faz com que pareça. E há imperfeições suficientes para separá-lo do menino padrão bonito Hollywood.

Ninguém quer ver um idiota bem-sucedido - é por isso que eu quis fazê-lo. É fácil ver por que ele é a escolha ideal como um vampiro galã, mas também porque ele conseguiu o papel de Georges Duroy, o monstro insaciável por dinheiro e desejo no coração da Bel Ami. Esta adaptação da belle époque do romance de Guy de Maupassant marca a estreia na direção de dois dos nossos profissionais de teatro mais aclamados - Declan Donnellan e Nick Ormerod, os fundadores de Cheek by Jowl. Dos projetos que Pattinson escolheu com a rede de segurança Crepúsculo, os dois primeiros, Lembranças (2010) e Água para Elefantes (2011), foram excursões românticas deliberadas, improváveis de perturbar até mesmo o Twihard mais aleatório. Bel Ami é onde fica interessante.

Georges Duroy é essencialmente o anti-Edward Cullen, um homem oportunista que implanta o sexo para ganho implacável, transando com pessoas - literalmente, no caso das esposas ricas da sociedade desempenhadas por Uma Thurman, Christina Ricci e Kristin Scott Thomas - em sua ascensão de pobre soldado para o parisiense poderoso. Cullen é um vampiro encantador que fica com a garota; Duroy é o parasita charmoso e sem alma que faz de tudo tudo, exceto para sua própria punição. Pattinson acerta no seu repelente, charme vazio, debochado enquanto seduz.

Permanecer perto da fonte Maupassant é um dos muitos pontos fortes da visão maravilhosamente realizada de Donnellan e Ormerod, e Pattinson admite que pre-conceitos em relação a Crepúsculo foi um engodo original. "Mas minhas ideias sobre isso mudaram quando eu o estava fazendo", diz ele. "Georges continua sendo derrotado pelo mundo, mas ele nunca aprende. Ele consegue por causa dos pontos negativos de sua personalidade. Ninguém quer ver um idiota bem-sucedido - foi por isso que eu quis fazê-lo".

Por sua vez, Donnellan e Ormerod são previsivelmente efusivos sobre a sua estrela: o primeiro elogia a sua "ligação apaixonada a nós" durante o financiamento difícil do filme, e o creditam com "precisão e inteligência". "Há uma enorme diferença entre Georges e Rob", diz Donnellan. "Georges sobe ao topo sem talento. Rob tem isso de sobra." (Donnellan vê Bel Ami como uma parábola sobre a cultura da celebridade moderna.) Eles também atribuem a ideia de um processo de ensaio de cinco semanas em estilo teatro para o ator, um movimento inteligente que lhe permitiu absorver seu reservatório de conhecimento sobre desempenho e período. Ele apareceu todos os dias durante 10 ou 11 horas. "Eu acabei fazendo mímica e improvisações malucas, porque você enlouquece de tanta coisa para fazer", diz ele. "Um dia, Holliday [Grainger, sua co-estrela] e eu corremos gritando um com o outro por quatro horas." Pattinson não consegue articular como o processo alimentou seu desempenho, embora quando chegou no set em Budapeste em fevereiro de 2010, ele estava preocupado em ter passado do ponto.

Enquanto isso, Ormerod e Donnellan estavam tomando os passos de bebê que vêm com sua estreia no cinema. O primeiro centrou-se no design, o outro nos atores. Pattinson lembra deles colocando uma fileira de cabeças de audiência na parte inferior do monitor, mas a narrativa graciosa que eles trazem para Bel Ami é um bom augúrio para a sua mudança do palco para o cinema. "Estamos agora pra lá de mordidos, estou com medo", diz Donnellan.

Publicado em 1885, a obra-prima de Maupassant foi chocante na sua época. O autor sabia que ele estava em uma época difícil ao escrever isso, seu segundo romance - ele finalmente sucumbiu à sífilis - e é infectado por um espírito do hedonismo niilista, de ceder instintos básicos, enquanto você pode, porque, como o anti-religioso Duroy coloca: "Esta é a única vida, não há nada depois". Pattinson deseja ter mantido uma tomada perto do final, quando Georges se vira para um crucifixo e agradece a Deus pela sua boa sorte. "Foi feito da forma mais blasfema", diz ele, "pensar em Deus como Papai Noel que era engraçado. Há muita miséria no filme. Não é tão engraçado quanto eu achei que ia ser."

Há muito de sexo, porém, com Pattinson dormindo com inúmeras mulheres, principalmente com a docemente amorosa Clotilde de Ricci. O que ele acha que os ardorosos fãs de Crepúsculo acharão de Georges? "Estou curioso para descobrir", diz ele. "Ele não aparece como [sendo] tão mau como eu queria que ele fosse, então eu acho que ninguém ficará ofendido." Pattinson está certo sobre isso - Georges é pior no livro. Quanto aos Twihards, ele os credita com mais complexidade do que a maioria, explicando que eles são um bando de espíritos literários que não tinha visto um filme em anos antes da série Crepúsculo. Eles estão sempre dando-lhe livros, aparentemente; hoje, uma lhe entregou as obras de 1950 de um poeta grego. Tendo testemunhado uma premiere de Crepúsculo em ação, eu professo espanto que pessoas capazes de desencadear tais gritos sobrenaturais possam ser tão literárias assim. "Talvez eles leiam um livro da mesma maneira", ele sorri, enquanto ele faz mímica segurando uma brochura. "Ele tira a camisa ..." "Ele amplia sua boca em um grito abafado, então cai na risada.

Pattinson afirmou certa vez que ele esperava que Crepúsculo fosse um filme "indie sério", ao invés de uma franquia de sucesso com produtos fast-food. Ele também expressou uma espécie de inveja benevolente com a forma como sua co-estrela, Kristen Stewart - amplamente considerada como sua namorada, embora ele não vá discutir isso - levantou-se através das fileiras indie antes de sua fundição na saga encharcada de angústia de Stephenie Meyer, enquanto ele está tendo que se adaptar aos filmes indie enquanto já famoso. "Ninguém acredita em mim quando falo isso, mas eu simplesmente não via como sendo essa coisa enorme", ele insiste. As sequências são as que ele achou mais difícil. "A questão toda do personagem é que ele não muda, mas, depois de um tempo, você está, tipo, 'Eu estou ficando sem ideias aqui.' Houve um pouco no último filme onde ele e Bella tiveram sua primeira briga e eu quase não soube como interpretar porque não é como se eles fossem se separar."

Estranhamente, a nossa conversa é interrompida quando o hotel começa a tocar uma canção pop terrível em direção ao quarto. "Essa é da trilha sonora de Crepúsculo", Pattinson sorri languidamente, não tão surpreso. Felizmente, a música mal-humorada é terminada a tempo para Pattinson refletir sobre onde ele quer que sua carreira prossiga depois que Amanhecer - Part 2 feche as cortinas da série. No verão passado, ele gravou Cosmopolis de David Cronenberg, interpretando um bilionário egocêntrico que busca significado na sua riqueza ("Um dos roteiros mais estranhos que li"), e ele está atuamente pesando três projetos, nenhum dos quais ele vai falar, embora a cabeça raspada seja uma tentativa.

Ele parece inseguro para onde ir depois, explicando que, sem um personagem na tela definível, "Ninguém vai dizer, 'Me escolha Pattinson'. Eu sempre acho que os melhores roteiros foram escritos com as pessoas em mente, mas eu realmente não sei quem eu sou ainda em termos de cinema, e eu não fiz trabalhos suficientes para ter uma audiência querendo algo. É ainda, 'Oh, é o cara de Crepúsculo tentando fazer outra coisa.' Estou muito consciente de como eu acho que as pessoas acreditariam em mim, o que deixa minha empresária louca". Onde é que ele traça a linha? "Eu recusei o papel de um fuzileiro naval, porque eu não quero ir para a marinha, 'Isto é uma desgraça.' " Seu riso parece que desta vez ecoa. "Quero fazer algo onde eu tenho uma arma, posso correr um pouco."

Durante os últimos cinco meses, ele tem vivido em Los Angeles, sua maior extensão na cidade da indústria, dividindo seu tempo entre três casas e do hotel ocasional - uma realidade nômade forçada sobre ele pela natureza rarefeita de sua celebridade. Será que uma dessas casas pertencem a Stewart? "Hummm...", ele hesita. "Eu só acho que é melhor nunca falar sobre essas coisas." Quando eu lhe digo que George Clooney disse recentemente que ele desejava os dias em que podia caminhar em um parque e ler um livro sem perturbações, Pattinson revela que ele estava dirigindo por Los Angeles há poucos dias, quando alguém apontou a casa onde Clooney morou "quando teve seu porco de estimação e outras coisas". Ele ficou chocado ao ver que era direto na rua, sem ser blindada.

"Isso me lembrou que, há 10 anos, mesmo sendo a pessoa mais famosa do mundo, você ainda podia ter uma casa onde as pessoas não iriam acampar do lado de fora. Eu faço tudo para esconder, porque, se alguém descobre onde eu estou, estarão pessoas 24 horas por dia na porta. E é isso que te leva a loucura, porque você não pode escapar. Faz com que você não queira sair - então você não conhece ninguém e fica insanamente entediado."

Ele odeia reclamar no entanto: "Os prós superam os contras por uma margem significativa." Mas é difícil pensar em outro ator de sua idade em uma situação similar - Zac Efron, talvez. Para seu crédito, Pattinson não mostra a sua frustração em público, e ainda está por sucumbir os colapsos ao estilo Sean Penn. Quando a válvula de pressão precisa de liberação, como certamente deve, ele vai até seus pais, que ainda residem em Barnes, o enclave ribeirinha do sudoeste de Londres onde ele cresceu. "Eles acham que eu sou louco", diz ele. "Eles são as únicas pessoas que eu realmente confesso - 'Eu vou me matar!' Minha família toda acha que eu odeio muito o meu trabalho, mas é apenas o tédio que chega a você."

Duas horas mais tarde, em um terno preto-cinza, Pattinson anda o tapete vermelho de Bel Ami. Há gritos, mas não atinge os níveis de violência - os alemães são tão contidos - embora uma adolescente tenha sido retirada do montante de autógrafos para a sua segurança. Lágrimas escorrem pelo seu rosto, o que pode ser simplesmente angústia por ter sido tirada da órbita de seu ídolo. O filme tem uma recepção calorosa, mas uma anfitriã alemã abandona tudo no palco depois, ignorando Donnellan, Ormerod e Ricci, e vai até Pattinson fora do linha limite para dizer: "Meninas, eu estou tocando nele."

O ator sorri pacientemente - ele não pode escapar, mesmo se ele quisesse isso e nada mais. Ele se sai melhor na afterparty, escondendo-se longe de olhares curiosos com seus pais e duas irmãs em um cenáculo. Se não o fizesse, ele estaria enfrentando encontros semelhantes a noite toda. Pattinson foi visto pela última vez se aventurando na noite de Berlim com sua família, em seu caminho, disse ele, ao KitKatClub.

Via

Beijo de 'Crepúsculo' exibido em vídeo no Oscar

A 84ª edição da maior premiação cinematográfica de Hollywood, o Oscar, aconteceu neste domingo (26). Como já esperado, Robert Pattinson não esteve presente mas teve uma pequena representação. Em uma montagem especial com várias cenas de beijos, Robert dá o ar da graça ao lado de Kristen Stewart em uma cena do filme ‘Crepúsculo’.

Via

Comentários da Thata: Gente, quando eu vi na hora não acreditei, Twilight considerado um Clássico pelo Oscar, que orgulho :')